Dicas
Dicas de como reformar a sua casa


Hidráulica - Projeto

A obra está pronta, cada móvel no seu lugar, cortinas nas janelas. É nessa hora que muita gente faz a descoberta: a planta hidráulica tem problemas. Ou, no mínimo, não ficou exatamente como era desejado. Nesse caso, quase sempre é tarde demais: qualquer mudança implicaria em quebra de paredes e perda de material de acabamento.

É claro que nem sempre as situações beiram a tragédia, mas desde pequenos detalhes, como a torneira do chuveiro que fica sob o jato de água (o mais adequado é colocá-la ao lado, evitando que a água fria caia sobre o braço), até problemas mais graves, como a água que volta pelo ralo, a falta de pressão no chuveiro, a má colocação de aquecedores e aquelas horríveis manchas nas paredes onde há vazamentos, já são suficientes para dar muita dor de cabeça.

Além disso, é bom lembrar que as instalações hidráulicas não dizem respeito apenas às redes de abastecimento e coleta de esgoto, mas também às tubulações de gás e à rede de águas pluviais.

Portanto, faça seu projeto de hidráulica, estabelecendo a disposição das torneiras e dos canos, antes de começar a reformar ou a construir.

O primeiro passo

A primeira pergunta é: o que é um bom projeto de hidráulica? É aquele que atende às necessidades dos usuários do imóvel, que facilita futuros reparos e que se integra ao plano arquitetônico ­ tanto do ponto de vista da forma quanto do custo.

Não espere economia nesse item. Um projeto de hidráulica custa quase o mesmo que o estrutural. E a melhor maneira de garantir instalações hidráulicas confiáveis e adequadas à sua necessidade é acompanhar de perto a elaboração e a execução do projeto.

A pressão da rua

Uma das primeiras preocupações para quem vai construir, ou mesmo reformar, deve ser a pressão da água na rua. Quando a pressão é baixa, encher a caixa-d'água pode levar muito tempo, o chuveiro acaba se reduzindo a um quase conta-gotas, e os aparelhos eletrodomésticos, como as máquinas de lavar louças e lavar roupa, demoram muito mais para completar suas funções. Na outra ponta da equação, quando a pressão é alta demais, você vai precisar de tubos mais resistentes e mais largos e ter atenção redobrada quanto às emendas e conexões. Se a sua obra se enquadra numa dessas duas categorias, calma! O mercado oferece dispositivos que elevam ou reduzem a pressão da água.
 
 
• Nova norma de elevadores de canteiro de obra é publicada pela ABNT

• IAB-DF lança concurso para o projeto do novo Complexo Administrativo do Estado do Maranhão

• Designers brasileiros invadem a semana de design em Milão

• Microapartamentos: o 'futuro' chegou a São Paulo?

• Indústria da construção completa dez meses consecutivos de desaquecimento.

 

 
• Ganhe mais espaço em casa

• Truques para esconder a bagunça da casa

• Iluminação e espelhos bem posicionados ampliam apartamentos

• Varanda como extensão da sala de estar.

• Reforma sem obra: como transformar uma sala

• Madeira: o toque de classe na arquitetura e décor

• Pintura de pisos cimentados

• Truques com tintas para o interior

• Boas ideias para melhor aproveitar os espaços da sua residência

• Assentamento de piso sobre piso

 
 
 
rodape Home A empresa Serviços Notícias Parceiros Lojas Dicas RH Contato WebMail