Microapartamentos: o 'futuro' chegou a São Paulo?
Microapartamentos

Pela lei brasileira, cada preso deve ter um mínimo de 6 m² nos centros de detenção do País. Mas se um casal resolver morar em um dos microapartamentos de luxo lançados nos últimos meses em bairros nobres de São Paulo pode ter apenas o dobro desse espaço per capita para chamar de "lar, doce lar".

Segundo um levantamento feito para a BBC Brasil pela Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), em 2012 foram lançados na cidade de São Paulo um total de 2.818 unidades residenciais de menos de 35 m², um aumento de mais de 16 vezes em relação a 2008 (quando os lançamentos totalizaram 169 unidades). 

Modelo em escala natural de quitinete tem cama que pode ser escondida na parede. 

Só para citar alguns exemplos, a incorporadora e construtora Vitacon acaba de lançar um imóvel de 25 m² na Vila Olímpia e outro de 21 m² em Perdizes; a MAC lançou o empreendimento "Now" no Alto da Boa Vista, que tem alguns apartamentos de 31 m²; e a Fernandez Mera promete entregar em abril o Vila Nova Concept, na Vila Nova Conceição, que tem estúdios de até 30 m² em edifícios com SPA, academia, home theater e espaço gourmet.

Além disso, os imóveis projetados para abrigar famílias estão cada vez menores. Hoje não é raro encontrar um lançamento de dois quartos com algo em torno de 55 m², por exemplo, o que ajuda a movimentar o filão dos móveis dobráveis e das revistas especializadas nos "segredos" da decoração de espaços pequenos.

"Por volta de 2007 e 2008 houve um grande número de lançamentos de apartamentos de três ou quatro dormitórios", explica Luiz Paulo Pompéia, diretor da Embraesp. "Agora, a surpresa são esses microapartamentos, que não raro se apresentam como empreendimentos de luxo, ficam em bairros bem localizados e oferecem serviços e área de lazer."

 
 
• Nova norma de elevadores de canteiro de obra é publicada pela ABNT

• IAB-DF lança concurso para o projeto do novo Complexo Administrativo do Estado do Maranhão

• Designers brasileiros invadem a semana de design em Milão

• Microapartamentos: o 'futuro' chegou a São Paulo?

• Indústria da construção completa dez meses consecutivos de desaquecimento.

• Mais 20 mil desempregados no setor da construção.

• Vendas do varejo crescem 5,9% em janeiro, diz IBGE

• Revestimento acústico não tóxico evitaria acidentes como o de Santa Maria.

• Linha de financiamento do FGTS para compras de materiais de construção entra em vigor

• Custo da construção civil subiu 0,59% em janeiro

 
 
 
rodape Home A empresa Serviços Notícias Parceiros Lojas Dicas RH Contato WebMail